Zuma pede mais aten??o aos jovens no Fórum Econ?mico Mundial

2018-08-20 16:44:00丨portuguese.xinhuanet.com
真空油炸机 但台北故宫不论是要喜迎新春,还是想推出文创产品,或是要带动人气,毕竟还是绕不开中国传统文化这个“核心竞争力”。

O presidente da áfrica do Sul, Jacob Zuma, defende a reuni?o regional da áfrica do Fórum Econ?mico Mundial de 2017 em Durban, áfrica do Sul, em 4 de maio de 2017. O presidente da áfrica do Sul, Jacob Zuma, pediu na quinta-feira o rápido acompanhamento da provis?o e melhoria de competências para enfrentar a inquieta juventude africana que enfrenta a pobreza e o desemprego. (Xinhua/GCIS/Elmond Jiyane)

Durban, 4 mai (Xinhua) -- O presidente da áfrica do Sul, Jacob Zuma, pediu na quinta-feira o rápido acompanhamento da provis?o e melhoria de competências para enfrentar a inquieta juventude africana que enfrenta a pobreza e o desemprego.

Na reuni?o regional do Fórum Econ?mico Mundial de 2017 em Durban, Zuma disse que os jovens est?o pedindo que os líderes abordem a exclus?o, a desigualdade, a pobreza e o desemprego. Ele enfatizou que ninguém deve ser deixado para trás no crescimento econ?mico.

Zuma disse que o tema da conferência é relevante porque enfatiza o crescimento inclusivo.

"Eles (os jovens) s?o importantes parceiros para nós, porque a áfrica é um continente jovem, o que significa que somos um continente que tem um futuro muito brilhante se investirmos corretamente em nossos jovens. Para avan?armos, precisamos dessa energia, nós precisamos dessa imagina??o," disse ele.

O presidente sul-africano observou que muitos jovens africanos n?o possuem tantas habilidades raras que os tornam desprivilegiados.

"Outros desafios críticos que o mundo enfrenta incluem o fraco crescimento econ?mico, a gest?o da migra??o, a seguran?a global e o terrorismo, bem como crimes internacionais relacionados," disse Zuma.

Ele disse que o mundo n?o tem abordado adequadamente a lacuna entre os ricos e pobres e os países desenvolvidos e em desenvolvimento. Ele lamentou que a diferen?a entre o norte e o sul de ricos e pobres em muitos países também permanece grande.

O desenvolvimento da infraestrutura continua a estar no topo da agenda para facilitar o movimento de bens, pessoas e servi?os em toda a áfrica, disse o presidente Zuma.

"Também é crítico o trabalho que está sendo feito para promover a integra??o regional e o comércio intra africano. Para que a áfrica tenha êxito em levar esses programas adiante, precisamos mobilizar o financiamento adequado e, portanto, devemos investir no desenvolvimento de mercados de capitais locais e mobilizar recursos através da tributa??o e outros meios," acrescentou.

Ele também pediu a terceiriza??o de finan?as para combater os fluxos financeiros ilícitos fora do continente. Ele disse que os bilh?es retirados ilegalmente da áfrica poderiam ser usados para financiar o desenvolvimento. Zuma também chamou para lidar com lavagem de dinheiro e risco de financiamento do terrorismo. Mudan?a de lucros, crimes fiscais e outros crimes econ?micos relacionados exigem mais aten??o, disse ele.

Klaus Schwab, fundador e presidente executivo do Fórum Econ?mico Mundial disse que há uma deficiência de lideran?a em todo o mundo. Ele disse que a velha gera??o da áfrica deve ser modelo para a gera??o mais jovem.

Schwab pediu que as pessoas sigam os valores-chave de Nelson Mandela de respeitar a dignidade humana e a diversidade, servir a comunidade que as pessoas pertencem e n?o o seu próprio interesse e agir como administrador das gera??es futuras.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugest?es para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 2018-08-2005-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001362599121